Passos investiga 85 casos suspeitos de zika no município

Quarta, 13 Abril 2016 16:18

A prefeitura de Passos, no Sul de Minas, investiga 85 casos suspeitos de Zika vírus. O município alega que o foco no combate ao mosquito Aedes aegypti - que também transmite a dengue e a febre chikungunya - está concentrado nas escolas municipais, com objetivo de disseminar entre as crianças a ideia de extermínio do inseto.

 

Mesmo com o alto número de pacientes suspeito de terem sido infectados pela doença, a assessoria de imprensa da prefeitura ainda não confirmou nenhum caso da doença na cidade.

 

Conforme informações da assessoria de imprensa da prefeitura, o combate tem sido feito de forma integrada entre profissionais do departamento de Zoonoses e das Secretarias de Saúde, Educação, de Obras e de Limpeza Uberana. Ao todo, mais de 350 profissionais atuam nas vistorias dos imóveis e na conscientização da população. Os donos de lotes abandonados e fechados estão sendo notificados pelo município.

 

Em Minas

 

Conforme o últimoboletim epidemiológico da Secretária de Estado de Saúde (SES), divulgado nesta terça (12), em 2016, já foram confirmados, até o momento, 1.592 casos, sendo 13 laboratorialmente e 1.579 por critério clínico.

 

Em relação aos casos de infectados, que constataram a doença por meio de um laboratório, foram registrados cinco em Belo Horizonte, dois em Curvelo e um caso em Cataguases, Coronel Fabriciano, Uberaba, Arcos, Teófilo Otoni e Virgem Lapa.

 

A pasta ainda apontou a confirmação de 168 casos de gestantes com doença aguda pelo Zika vírus. O levantamento também confirma um aborto espontâneo com associação com a infecção congênita, porém, segundo a secretaria, sem associação ao zika.

 
 Fonte: O Tempo
Avalie este item
(0 votos)

Itaúna Arte Vídeo Comunicação Produção 
Artística Jornalística Ltda.

A TV Cidade é totalmente voltada aos interesses 
comuns da população. Nossa responsabilidade
é levar até você, um noticiário imparcial e de
qualidade, além de entretenimento por meio de
uma programação educativa, geradas pela
Rede 
Minas e TVI Canal 42, UHF, com uma
produção local e regional.